Queridos amigos,

Na nossa última newsletter estávamos a chegar à Páscoa do Senhor. Entretanto, já vivemos o Tempo Pascal, que nos guiou a reconhecer Jesus ressuscitado em cada um dos acontecimentos e sobretudo das pessoas com quem nos cruzamos no dia-a-dia.

Acabado este Tempo, temos a graça de poder viver o mês de Maio, mês de Maria. Nesta Paróquia e na nossa Carmoteca, que tem como Padroeira Nossa Senhora do Carmo, não podemos deixar de olhar para a Mãe de Deus como
modelo da nossa vida. Se de facto houve alguém que tenha vivido reconhecendo a presença de Jesus em cada momento foi, por todas as razões, Nossa Senhora.

Este exemplo há-de com certeza guiar-nos e inspirar-nos a pormo-nos ao serviço – como Maria fez na Visitação a sua prima Santa Isabel (Lc 1, 39-56) – mais preocupados com as necessidades dos outros do que com o nosso próprio bemestar.

E há tantos, na nossa paróquia, que são necessitados. Da nossa partilha material e sobretudo da nossa companhia. Neste mês de Maio fica o desafio de visitarmos alguém da nossa vizinhança que esteja sozinho, doente ou desanimado. Aproveitem para visitar e conhecer a Carmoteca e o serviço tão bonito e tantas vezes escondido que aí se realiza diariamente!

E, claro, encontramo-nos todos no Sábado, dia 28, às 21h na nossa Procissão de Nossa Senhora de Fátima!

Pe. Duarte Andrade e Sousa

mariamaededeus

Ao utilizar o site Carmoteca, concorda com a nossa política de cookies.